Falando da vida: Sou contra e-book. Sou?

e-book (livro eletronico)

Você acredita em e-book? Ficar lendo em dispositivo eletrônico? Largar mão do livro em papel, gostoso de pegar, cheiroso, com aquele pesinho na bolsa? Eu não acredito que esta moda vá pegar!

Há algumas semanas venho realizando uma reorganização do escritório. Selecionei um monte de papeis inúteis, apostilas de cursos antigos, documentos com mais de dez anos de idade – absolutamente inúteis, e outros objetos que a gente vai guardando sem saber por que. Confesso, estou usando agora cerca de 40% do espaço que utilizava antes.

Mas, deparei-me com o momento mais difícil: que fazer com os livros?

Os livros de engenharia mecânica, do mestrado em engenharia de produção cursado na bela Santa Catarina, do doutorado na USP? E tantos outros livros de leituras complementares, filosóficas, romance ou literatura? Que fazer com 476 livros?

Fiz doação!

Doei para pessoas e instituições que possam fazer uso já que, para mim, já absorvi o que precisava e, para as pessoas com quem me relaciono, os empréstimos que faço vinham escasseando mais e mais.

Ainda tenho uma quantidade razoável de livros no escritório. Livros que uso com alguma frequência, e que costumo emprestar para amigos, alunos e clientes.

E fiquei a pensar sobre este tal de e-book (livros eletrônicos), aparelhinhos minúsculos, menores que um livro médio, que além de portarem o conteúdo de livros, ainda permitem algumas funções como acesso a internet, envio de mensagens, e tantas outras.

Mas registro que não gosto de e-book. Sou contra o e-book. Gosto mesmo é de manter pilhas e pilhas de papel e documentos, ocupando espaço na prateleira, e mofando nos armários. Sei que o e-book consegue comportar milhares de livros, mas prefiro continuar ocupando espaço na minha biblioteca.

Sou contra o e-book. Prefiro o cheirinho de mofo dos livros antigos, com todo o risco de atrair traças e bichinhos alérgicos que possam advir.

Sou contra o e-book. Prefiro carregar 3 livros em minha bolsa para ficar lendo nos aeroportos, aviões ou qualquer momento em que tenha que ficar esperando algum evento. Para que ficar carregando milhares (eu disse milhares) de livros num aparelhinho que pesa quase nada?

Sou contra o e-book. Prefiro continuar patrocinando o uso de recursos naturais, como papel, tinta, etc. para imprimir os livros físicos.

Sou contra o e-book. Prefiro ter que me deslocar até uma loja para comprar um livro, ou, se comprar via internet, ficar aguardando dias ou semanas até receber o livro nacional ou internacional. Este negócio de comprar e receber imediatamente não me atrai. Prefiro esperar 30 dias por um livro vindo de outro continente.

Sou contra o e-book. Prefiro o livro físico, com a letra fixa, mesmo que eu tenha que usar uma lupa. Esse negócio de aumentar a letra para vários tamanhos, mudar a cor da página, fazer anotações, compartilhar posts via twitter ou facebook. Nada disto me atrai.

E o que dizer de marcar trechos do livro? Prefiro o marcador de texto “amarelo”, ainda que esteja usando recursos naturais para produzir o plástico da caneta e a tinta.

Você já perdeu algum livro? Um livro tão importante para você que foi necessário comprar outro? Se você usa um e-book, e perder o seu aparelho, não precisa comprar toda a sua biblioteca novamente. Basta, com um novo aparelho, acessar toda a sua biblioteca virtual na livraria virtual onde você comprou, e resgatar (baixar) todos os livros, com todas as informações de marcações, notas, que você havia feito. Mesmo assim, sou contra o e-book.

Finalizando…

Se você tem smartphone (iPhone, Blackberry, Galaxy, ou outro qualquer), pergunto: onde você guarda os CDs que compra? Garanto que você é daqueles que não gostam de ouvir música sem “pegar” o CD, ou sem sentir o cheirinho do CD, não é mesmo. Então continue comprando CD, e DVD.

Por tudo isto sou contra o e-book!

Sou?

Kleber Nóbrega

20 comentários sobre “Falando da vida: Sou contra e-book. Sou?

  1. Kleber, eu estava concordando com vc qndo fala em “pegar no livro”, no “cheiro gostoso do livro”… Tb adoro os livros fazendo parte da decoração… Mas lendo todo o resto, descobri mesmo que SOU A FAVOR DO E-BOOK!!!! É, temos que aceitar, O FUTURO JÁ CHEGOU, estamos vivenciando ele agora mesmo, e devemos usr a tecnologia em favor do meio ambiente…

  2. Kléber, adorei o seu texto. simplesmente perfeito, sensato e magnificamente bem escrito. acabei me identificando com tudo (ou quase tudo) com o que você disse nessa crônica/artigo/comentário.

    Assinado,
    Arlindo

  3. Olá Kleber,
    Concordo totalmente com tudo que você falou. Aliás, qaundo você escreve alguma coisa por aqui é porque é coisa de valor. Ainda estou me segurando e ainda não comprei um Ipad, uso porém com bastande frequência, todo tipo de recurso de um Ipod que tenho. Sobre os E-books, eles vieram para ficar e trazem todos os benefícios que estão nas entrelinhas do seu texto.

    Abraço

  4. Belo artigo,

    Vou investir no e-book, para sentir pessoalmente essa sensação de ler num equipamento eletrônico.

    Gabriel Calzavara

  5. Prof. Kleber, para variar colocações com inteligência, humor e interrogações. Os e-book e Tablet, abrem uma nova dimensão para escritores e leitores, para os escritores, podem dar mais emoção aos textos, colocando músicas e animações e para o leitor o movimento nas palavras….algo mais interessante para os jovens interativos de hoje. Cláudio Márcio

  6. Kleber, como muitos outros eu também acreditava que o livro impresso seria difícil de ser substituído pelo eletrônico. Bastou ler o primeiro ebook para rever minha crença. Hoje só compro livro impresso quando não tenho opção.

    Deixe-me acrescentar mais uma vantagem do ebook a sua lista:
    Sou contra ebook. Prefiro ficar caçando palavras-chaves ou alguns termos específicos, entre as páginas do livro por várias horas e com muita imprecisão, do que ter um resultado confiável em segundos.

    Abraço!

  7. Caro Kleber, parabéns pelo artigo. Inspirado como você está nas últimas semanas, o seu livro sairá rapidinho. Amigo, sou a favor do livro e do e-book, ambos me fascinam. Sou um viciado em leitura e um apaixonado por livros. Certamente, continuarei com os meus quase dois mil livros, mas, confesso, um dos motivos de ceder ao iPad é a possibilidade de começar a minha biblioteca eletrônica. Também, não vejo a hora de transformar as minhas oito assinaturas de revistas em revistas eletrônicas. Agora, como toda rotina cansa, acredito que há espaços e momentos para o livro e o e-book, como, por exemplo: antes de dormir é o momento do livro. Nada como as letras das páginas perdendo a consistência perante os nossos olhos, iluminadas pela luz o abajur e o peso do livro fazendo-o cair sobre o nosso peito para nos fazer adormecer docemente. Grande abraço e grato por indicar o meu blog na resposta do comentário da Andrea Cariello. Valeu!

  8. Amigo Kleber,

    Ótimo artigo.

    Mas lamento de dizer: Podes preferir o livro de papel ao e-book, mas é como preferir a máquina de escrever ao computador, é uma questão de tempo para o livro morrer.

    É uma questão econômica: É mais barato distribuir conteúdo via e-book que imprimir papel, encadernar papel, transportar papel, botar no estoque papel…

    “Livro é tinta sobre árvore morta” como falou Jean Paul Jacob em uma palestra que assisti.

    O importante do livro é seu conteúdo, o resto é o custo e o futuro quem decidirá.

    Abraços e continue nos dando seus brilhantes post em seu ótimo Blog !
    (olha aí: se for fazer um jornal pra publicar suas idéias e não um Blog…)

    Até mais.
    Leonardo Annes :^)

    1. Ei Leonardo, você não percebeu a ironia do texto? rs, rs, rs
      Só para você saber, este ano comprei dois livros impressos, por que não consegui, em absoluto, o e-book.
      Grande abraço!
      Kleber

  9. Ótimo texto.
    Concordo plenamente. Também não gosto dos e-books. Gosto de ler deitada na rede, sentindo a brisa do fim da tarde. Ficar na frente do computador tira toda essa magia. Gosto de apalpar, sentir o livro, já com o e-book fica difícil. Espero que os livros não sejam extintos.

    1. Fabiana,
      Que bom SERÁ no dia em que a maior parte das pessoas tiver comportamento como o relatado em seu comentário.
      Não tenho dúvida que alcançaremos isto. Parabéns e obrigado por sua contribuição!

  10. Tambem nao gosto desses ebooks aida prefiro livros impresos e mais divertido nao vejo a minima graca em ebooks fazer uma colecao de livros impresos ainda e melhor

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s