Quão competente você é?

Aprendendo a ser mais competente

Você é uma pessoa competente, sim? Até que ponto? Em que aspectos ou assuntos? Você consegue detectar quando não tem competência para fazer algo? Como se tornar mais competente?

 

Outro dia falamos aqui sobre o fato de todos nós sermos, em algum momento, incompetente para fazer algo. Isto não é nenhum demérito ou motivo de alguém se sentir desqualificado.

Na verdade, nós passamos por quatro estágios em relação a competência, de acordo com Burch (Gordon Training International) 1970.

Os estágios são:

  • Incompetência inconsciente
  • Incompetência consciente
  • Competência consciente
  • Competência inconsciente (ou automática)

Alguém está no estágio de incompetência inconsciente quando é incapaz de fazer algo, mas não tem consciência disto. Em outras palavras, não sabe que não sabe.

Alguém está no estágio de incompetência consciente quando é incapaz de fazer algo, mas tem consciência disto. Em outras palavras, sabe que não sabe.

Para chegar ao estágio de incompetência consciente, precisa de humildade e equilíbrio emocional. Não é fácil!

Alguém está no estágio de competência consciente quando é capaz de fazer algo, mas precisa de algum tipo de orientação, encaminhamento. Em outras palavras, sabe fazer, mas precisa de auxílio, ou talvez, precisa que lhe peçam.

Para chegar ao estágio de competência consciente, precisa de conhecimento, disposição para aprender, vontade de crescer.

Alguém está no estágio de competência inconsciente (automática)  quando é capaz de fazer algo, e o faz de forma automática e sistemática, sem que seja necessário solicitação ou orientação de outros.

Para chegar ao estágio de competência inconsciente, além de conhecimento, precisa de atitude, e, acima de tudo, ação. É aquele tipo de pessoa que faz.

E você…

Em que estágio você se encontra, na maior parte do tempo?

Estes estágios não são estáticos. A cada momento ou desafio com que nos deparamos, vamos descobrindo limites e necessidades que precisamos encarar, para crescer e corresponder às expectativas nossas e dos que nos rodeiam.

Observação: inicialmente descritos como os “Quatro estágios para aprender qualquer nova habilidade” esta teoria foi desenvolvida no Gordon Training International, por seu funcionário Noel Burch nos anos 1970s. Outras citações atribuem a Abraham Maslow, ainda que a teoria não apareça em seus principais trabalhos. Fonte: http://en.wikipedia.org/wiki/Four_stages_of_competence, 30/08/2011

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s