Para deixar de ser antiquado!

O que faz uma empresa se tornar antiquada? O que você acha do futuro de uma empresa com produtos e serviços antiquados? E práticas gerenciais antiquadas? O que trouxe sua empresa até a condição em que ela está hoje é suficiente para garantir o futuro com crescimento?

No artigo anterior tratei das similaridades e diferenças entre uma empresa antiga e uma empresa antiquada (https://klebernobrega.wordpress.com/2012/03/19/ser-antigo-nao-implica-ser-antiquado/). Neste artigo trago algumas sugestões para deixar de ser antiquado, mesmo sendo uma empresa antiga.

A base do que aqui proponho tem a ver com você, empresário, refletir sobre o futuro de sua empresa. O que você fez no passado, foi bom e importante para trazer sua empresa até o posto em que ela está, que, espero, seja uma situação boa. Mas, talvez não seja o que você pode fazer de melhor para sustentar o futuro da organização.

Assim, enumero algumas reflexões que poderão ser muito úteis:

  • Pergunte a seus clientes mais antigos, o que eles sempre viram de melhor nos produtos e serviços oferecidos por sua empresa. E peça-lhes para, honestamente, fazer um comparativo com os produtos e serviços mais lançados recentemente. Se sua empresa tiver lançado pelo menos 20% do portfolio de produtos nos últimos 12 meses, nem pergunte a seus clientes. Faça a lição de casa primeiro.
  • Pergunte aos clientes que vem reduzindo o volume de negócios com vocês ultimamente, o que eles tem sentido falta, sobretudo em seus produtos e serviços fornecidos possua empresa, e analise se as respostas podem estar afetando esta redução faturamento.
  • Pergunte a seus cientes mais recentes o que os fez iniciar negócios com sua empresa. Caso existam clientes novos que tem aumentado o volume de compras ou contratações de sua empresa, pergunte-lhes o que eles mais apreciam nos seus produtos e serviços. Caso sua empresa não tenha conquistado novos clientes novos recentemente, faça a lição de casa, em primeiro lugar.
  • Pergunte para seus filhos que práticas gerenciais adotadas por sua empresa eles mudariam, caso assumissem o seu lugar. Eles poderão relacionar algumas atividades que você pratica hoje, e que, a médio ou longo prazo, poderão não ser tão compatíveis com o futuro. Se a lista for um pouco extensa, sugiro que você reflita, urgente, sobre se sua empresa, sendo administrada como vem sendo, terá vida longa.
  • Pergunte para os amigos de seus filhos que produtos e serviços fornecidos hoje por sua empresa eles comprariam. A resposta deles talvez não lhe agrade totalmente. É possivelmente eles citem poucos dos seus atuais produtos, mas, se isto ocorrer, tenha certeza de que sua empresa, continuando com o portfolio de produtos atuais, não sobrevivera por muito tempo.

Independente de sua empresa ser jovem ou de ter um bom tempo de existência, a renovação de práticas gerenciais, e a inovação de produtos e serviços sempre será um fator importante para sua competitividade e sustentabilidade.

Boa parte das reflexões que fizemos neste artigo pode ser adotada também em nível individual. Ou seja, se você, em termos pessoais ou profissionais, apresenta algum das características da empresa antiquada, e quer mudar um pouco isto, pode trilhar o caminho aqui sugerido, entornar-se alguém menos antiquado.

Como cantou Gal, “a sina começa sempre, a dança recomeça”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s