Todo mundo é culpado, menos eu!

Você já reparou como as pessoas tendem, com frequência, a culpar o outro quando algo dá errado? Por que isto acontece? O que costuma acontecer, em sua empresa, quando as responsabilidades não são assumidas por seus profissionais?

A tendência usual de por a culpa nos outros!

Estamos, com alguma frequência, ouvindo pessoas justificando eventuais falhas alegando que aquela tarefa não era de sua responsabilidade, e que “a culpa não é minha!”

Reflitamos sobre algumas situações:

  • Como é que fica o cliente que não recebeu a encomenda, diante do motorista que alega nada ter a ver com isto?
  • Como é que fica o paciente, em jejum, aguardando a cirurgia, agendada para 6:00, quando já passa das 10 horas da manhã, diante da equipe que alega ser a demora devida a problemas administrativos?
  • Que dizer para os passageiros se o ônibus não chegou para levá-los ao passeio programado? Que isto é responsabilidade da área operacional?
  • Como justificar, para os alunos, o erro na digitação da prova, pois “é culpa da secretaria!”

Na verdade, estamos vendo, a todo instantes pessoas e empresas transferindo responsabilidades quando as coisas dão errado. Por que isto acontece?

Fatos como esses acontecem devido a:

  • Ausência do sentimento de responsabilidade por parte de pessoas;
  • Ausência de definição clara de responsabilidades, por parte das empresas;
  • Não delegação de responsabilidades por parte de gestores, para com seus subordinados;
  • Não acompanhamento de resultados, por parte dos profissionais, bem como de gestores;
  • Definição imprecisa de indicadores para acompanhamento de resultados;
  • Não definição de metas claras para cada processo ou profissional;
  • E, por quê não dizer, a não aplicação de medidas claras e enérgicas, por parte de gestores, que mostrem às pessoas encarregadas de tarefas e resultados, o que se espera delas, e as consequências de se não honrar as responsabilidades de forma comprometida, assumida e aguerrida.

Quando falamos de Comportamento Servidor, citamos  a Responsabilidade como um de seus primeiros elementos. Para servir, tudo começa com o sentido de responsabilidade, que depende, única e exclusivamente, de cada um.

Ter e agir com responsabilidade não depende de ninguém, a não ser da própria pessoa!

Lembro agora, de uma analogia que Philip Crosby, um dos principais autores do movimento da qualidade, ao responder à pergunta sobre o que é qualidade?

Disse ele, “Qualidade é como sexo:

  • Todo mundo acha que entende, mas ninguém quer falar a respeito;
  • Todos acham que para se dar bem, basta seguir o jeito natural das coisas, mas existem muitos enganos por aí;
  • Quando acontece um problema, a culpa é sempre do outro”

Neste sentido, recorro a uma frase dita por José Sarney, enquanto Presidente do Brasil, referindo-se à elevada e continuada inflação daquela época (1985):

“Ninguém é culpado, somos todos responsáveis” (José Sarney, Presidente do Brasil)

Portanto, quando você ouvir o famoso “eu já fiz a minha parte”, tome muito cuidado. Este é o prenúncio de que vem pela frente omissão de responsabilidade e ausência de efetividade.

É possível viver sem assumir responsabilidade?

Só se fizer como cantou Gabriel, “vou pra longe, onde não exista gravidade; pra me livrar do peso da responsabilidade; de viver nesse planeta doente….”

3 comentários sobre “Todo mundo é culpado, menos eu!

  1. De fato, a cultura dominante quando algo sai errado é achar o culpado (ou, se livrar da “culpa”). Isso fica muito evidente em acidentes aéreos: querem sempre culpar o piloto, o presidente da companhia, o controlador de voo… Mas essa também é uma indústria que sabe lidar muito bem com isso, ou seja, ao invés de procurar os culpados assume sua responsabilidade e parte para a busca das causas (que podem ser pessoas, é bom lembrar disso!), as encontra e age para que o problema (o efeito indesejado) não volte a ocorrer.
    Belo artigo, espero que faça alguns (quiça muitos) repensarem sua atitude frente a situações indesejadas, frente a problemas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s