Gerente é pago para “não trabalhar”! – parte 2

Quando você vê um gerente parado, ele está deixando de trabalhar? Qual a função de um gestor? Em que consiste o “trabalho” de um gerente?

Gerente pensante!

No primeiro artigo desta série, fiz a provocação inicial, chamando atenção para o favo de que o papel de um gestor, em vez de executor de tarefas, é planejar a promover condições para que sia equipe execute bem, alcançando os resultados desejados.

Mas, qual o papel do gestor, de forma mais clara?

Para esclarecer esta questão, vou recorrer ao Ciclo PDCA, com suas quatro etapas: Planejar, Do (fazer); Checar resultados; e Agir corretivamente.

Qualquer profissional, por mais habilitado que seja em fazer bem algo, precisa entender que, quando somos bons técnicos, temos um desempenho bom na etapa de fazer – DO – mas que, ao assumir funções gerenciais, precisamos avançar nas demais: Planejar, Verificar, e Agir corretivamente quando necessário.

O papel de todo e qualquer gestor consiste em

  • Planejar (PLAN): definir objetivos e metas a serem alcançados, bem como estabelecer as estratégias (métodos) para chegar lá;
  • Fazer (DO): capacitar e treinar pessoas e sistemas, de modo a executar o trabalho com qualidade e produtividade;
  • Verificar resultados (CHECAR): por mais óbvio que possa ser, esta etapa é, muitas vezes, deixada de lado, e somente quando os resultados ruins aparecem, alguns gestores se dispõem a agir;
  • Agir Corretivamente (ACT): de modo também aparente óbvio, por mais lógico que seja, muitos gestores não corrigem o que está sendo mal feito, ou que não está alcançando os resultados desejados, convivendo assim com erros, atrasos e retrabalho.

O que vemos?

  • Poucos gestores se dedicando ao planejamento de seus processos e organizações (Plan), deixando a cargo de suas equipes o papel de definir metas, e até mesmo os métodos para fazerem o trabalho;
  • Muitos gestores se dedicando, excessivamente, a “fazer tarefas” (Do) que são de responsabilidade das pessoas da produção, ou da prestação do serviço;
  • Muitos gestores não dispondo de um sistema de avaliação proativo (Verificar) , que independa de reclamações de clientes para que o gestor tome ciência de que algo está dando errado;
  • Muitos gestores fazendo uso da administração de “apagar incêndio”, isto é, corrigindo o que foi mal feito. O inusitado é que, em vez de corrigir efetivamente, não o fazem, e os problemas continuam a ocorrer.

Gestor é pago para pensar, e, embora possa parecer sinônimo de estar parado, na verdade é estar trabalhando com o conhecimento. Isto, geralmente, agrega muito mais valor do que o trabalho braçal.

Assim, muito mais do que fazer tarefas ….

  • Gestor é pago para pensar;
  • Gestor é pago para planejar;
  • Gestor é pago para qualificar seu pessoal;
  • Gestor é pago para motivar seu pessoal;
  • Gestor é pago para avaliar o resultado das tarefas realizadas pro seu pessoal;
  • Gestor é pago para analisar as causas do mau desempenho, e definir ações para corrigí-las.

Assim, um gerente parado não está sem trabalhar. Ele está, provavelmente, pensando, refletindo, encontrando formas de fazer com que sua organização trabalhe melhor para alcançar maiores e melhores resultados!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s