NÃO RECLAME, se você queria o mais baratinho!

Você é aquele tipo de cliente que quer pagar muito e receber muito? Você paga pouco e sai reclamando de qualquer pequena falha no serviço? Ou quando vai a uma empresa que cobra barato você adequa sua expectativa, sabendo que não vai receber o melhor serviço do mundo?

Cuidado com o barato!
Cuidado com o barato!

Este tipo de comportamento é frequente, mas infelizmente não é uma postura inteligente, nem consciente.

Como assim de “não consciente”?

Digo que não é consciente porque, se alguém opta pelo mais barato, não pode esperar o melhor!

Este é um dos fortes argumentos defendidos por Michael Porter, renomado especialista em estratégia, quando defende que preço baixo não combina com excelência.

Uma Ferrari, considerado um automóvel excelente, não é um carro barato. Por outro lado, um carro barato está longe de poder ser comparado a uma Ferrari.

Assim:

  • Não vá pedir prato feito (PF) e esperar o melhor paladar
  • Não vá comer Vatapá na rua esperando o mesmo sabor do Vatapá em um restaurante especializado.
  • Não vá comprar carro popular e querer receber uma Mercedes

A decisão de uma empresa, seja um restaurante, uma escola, uma universidade, um hotel, ou outro tipo de negócio, em vender barato é uma opção que ela faz. Normalmente vender barato carrega junto a oferta de produtos e serviços que não costumam ser excelentes, embora sejam de boa qualidade.

Cabe a nós clientes, percebermos isto por parte da empresa, e, a partir do que queremos ou precisamos, escolher o prestador de serviço adequado.

Assim, quando uma empresa decide vender barato, ela vai priorizar tudo o que possa contribuir para ter custo baixo. Por exemplo, uma Universidade que oferece uma Pós Graduação, a preço “competitivo”, vai oferecer:

  • uma sala boa, confortável, e minimamente adequada, mas que poderá ter algum nível de ruído do ar condicionado, e as cadeiras não serão as mais confortáveis do mundo.
  • equipamentos bons, modernos e funcionais, porém disporá de um projetor que não terá a melhor luminosidade, além de um sistema de som que possa comprometer a acústica na sala.
  • Bons professores, com qualificação mínima compatível com o curso, porém que deixem a desejar em algum aspecto relacionado ao conteúdo, didática, ou mesmo experiência vivida na área de conhecimento.

Se você optou em comprar o camarão do restaurante da praia, que anunciava “camarão a 19,90!”, não espere O MELHOR sabor, higiene e atendimento, embora estes devam ser minimamente bons.

Se você tinha várias opções para escolher seu automóvel, não fique se lamentando que o escolhido não tem isso, não tem aquilo nem aquilo outro.

Por outro lado, se você escolheu o melhor carro, com mais itens de série e acessórios, não reclame se ele foi mais caro que os demais!

Um cliente consciente e inteligente, não age de forma impaciente, nem  displicentemente, sendo excessivamente exigente e mesmo incoerente, esperando receber o que não comprou ou contratou.

Por isto, não RECLAME, se tudo o que você queria, e contratou, era o mais baratinho!

6 comentários sobre “NÃO RECLAME, se você queria o mais baratinho!

  1. Tenho várias experiências para contar de clientes que queriam a reserva no hotel mais barato. Quando eu explico que o mais barato geralmente é longe das atrações turísticas muitos respondem: “não tem problema, vamos só dormir”. Depois, quando a viagem acaba, reclamam que o hotel era longe do centro rsssss.

    Já tive casos de clientes que trocam de hotel pela diferença de US$ 1,00 por noite. Penso que há um limite sensato de economia e precisamos saber lidar com nossas expectativas. Gostamos de pagar pouco, isso é fato, mas continuamos com nossas expectativas altas.

    Parabéns Prof. Kleber, muito oportuno esse artigo. É preciso estar mais consciente das nossas escolhas.

    Um grande abraço.
    Tatiana

  2. Professor Kléber, como sempre, nos brindando com textos esclarecedores. Professor, corroborando modestamente com seu pensamento, acrescento que quem quer caminho curto e “pega atalho” pode se deparar com o alto custo do imponderável.

  3. Este seu artigo é ótimo, costumo sempre dizer isto ” o barato sai caro”, na minha vida secular, uso sempre estas palavras para lidar com os meus clientes do plano funeral ( Sempre) quando aparece algum que achou o plano caro, eles acabam confirmando minhas palavras.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s