Aprenda a renunciar e ganhar mais, como o Google!

Você tem facilidade em renunciar a algo? Ou isto é algo muito difícil? Você conhece alguma empresa que toma a iniciativa de baixar o preço de seus serviços, em benefício do cliente? Acha isto possível?

A Renúncia do Google!
A Renúncia do Google!

Pois vejam o que aconteceu comigo, recentemente.

Sentindo que o espaço que eu fazia uso, de modo gratuito, no GoogleDrive, crescia, com possibilidade de, a médio prazo, se esgotar, decidi contratar o serviço, pago, de armazenamento. Optei pelo plano mais barato, que custa U$ 4.99, por mês, com capacidade de até 100GB.

Confesso que fiquei aliviado, pois deixaria de ficar preocupado em administrar o limite gratuito de 100GB.

Qual não foi minha surpresa quando, duas semanas atrás, recebi um e-mail do Google (eu não pedi, nem reclamei), informando que lançaram planos de armazenamento novos e melhorados, e que, por este motivo, estariam, automaticamente, ajustando o meu plano, passando a cobrar menos pelo mesmo armazenamento contratado.

Conforme se vê na imagem publicada no início deste artigo, o Google reduziu de U$ 4.99 para U$ 1.99, sem o cliente pedir ou reclamar!

  • Você já viu algo parecido?
  • Alguma vez uma Editora reduziu o preço de sua assinatura, entregando a quantidade de revistas contratada inicialmente?
  • O seu Plano de Saúde reduziu sua mensalidade mantendo a cobertura?
  • Alguma operadora de telefonia ligou para você informando a redução da mensalidade para o mesmo pacote de serviços contratado?
  • E tarifas bancárias?

Pois vejam que este é um caso típico de Renúncia. O Google abriu mão de receita, em benefício do cliente.

Também não pediu o comparecimento do cliente, nem que entregasse toda uma documentação, ou que tivesse que ligar para gravar a voz autorizando, ou qualquer outro tipo de incômodo ou inconveniente.

Isso é que é Servir!

E o fez de modo inteligente, apresentando, abaixo e em destacado texto sombreado em azul, o convite para o cliente fazer gestão do plano, possibilitando a este, caso o deseje, aumentar o armazenamento.

Reflexão

  • Se você acha que renunciar é algo que somente mães e pais dedicados fazem, este artigo mostra que não. Pode existir renúncia no mundo dos negócios.
  • Se você tem dificuldade em renunciar, você não está sozinho. É uma das práticas mais difíceis – temos visto isso em nossos trabalhos junto a empresas e organizações. Entre os elementos Responsabilidade, Utilidade, Bondade, Renúncia, Iniciativa, Simplicidade e Ajuda, aquele mais apontado como difícil de praticar tem sido a Renúncia.
  • Você pode renunciar hoje, para servir mais e obter mais retorno futuro!

Concluindo…

Aja de modo inteligente, e tome a iniciativa de praticar, com honestidade, responsabilidade e simplicidade, um pouco de renúncia, ajudando o seu cliente a gastar menos, pois, sentindo que você age com seriedade, confiança e bondade, ele poderá, com toda certeza, num futuro próximo, contratar mais serviços de sua empresa. E assim, você poderá, ser mais útil, servindo mais, ganhar mais.

10 comentários sobre “Aprenda a renunciar e ganhar mais, como o Google!

  1. Muito bom o post! Serve de exemplo de que apesar de ser difícil Renunciar tem-se suas vantagens, além de promover a satisfação do cliente, garante um retorno.

  2. Muito bom isso! Que sirva d e exemplo para algumas empresas. As vezes elas oferecem um serviço que têm um custo hoje, mas amanhã esses custos poderão ser mais baratos para ela (devido a vários fatores, inclusive as facilidades geradas pelo mundo virtual e da informática). Então porque não oferecer esse mimo ao cliente, baixar o preço. Seria fantástico!

  3. Bastou uma ação promovendo o encantamento do cliente e a repercussão é enorme! Ao lerem este relato, a imagem positiva do Google é expandida. Ao servir o cliente, a marca agrega valor.

  4. Olá meu amigo Kleber, esse seu depoimento é muito interessante e me faz refletir sobre uma situação ao qual presenciei em um dos meus primeiros clientes. Estava na empresa, elaborando um projeto de atendimento ao um clientes específico, e tive conhecimento de que em paralelo ao meu trabalho, uma outra consultoria fazia um trabalho sobre formação de preço. A consultoria, identificou que em um determinado serviço prestado pela empresa, o valor estava bem acima do valor encontrado como ideal pela consultoria, ela por sua vez, sugeriu a empresa que, organizasse uma companha, com o objetivo de aumentar o impacto de sua competitividade em relação aos seus concorrentes, para reduzir o valor cobrado pelo serviço. Não acompanhei o final desse processo, mas o que me chamou a atenção, foi a empresa não acatar a orientação da consultoria, em reduzir o valor cobrado, por achar que isso poderia comprometer a imagem da empresa e do serviço vendido.
    Vai entender a cabeça dos outros!
    Damasio

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s