Quem toma conta tem que prestar conta!

Você, que atua em cargos de liderança, costuma prestar contas a quem? Se você não exerce cargo de supervisão, chefia, gerou diretor, costuma receber “prestação de conta” por parte de seus superiores? Até que ponto um líder pode prescindir de prestar conta do que faz?

Quem toma conta presta conta!
Quem toma conta presta conta!

Era fim de uma celebração religiosa, e o condutor da reunião, após concluir os ritos protocolares, pediu um pouquinho de paciência aos presentes, e usou a frase que intitula este artigo: “como quem toma conta tem que prestar conta, passo agora a relatar aos presentes um pouco do que fazemos, fizemos e estamos fazendo, a partir das campanhas que temos promovido com toda a comunidade”.

Um gesto simples, porém mais do que justo e necessário a quem exerce papel de coordenação ou gerência, porém muitas vezes, esquecido, e, mais ainda, não praticado.

Todo e qualquer gestor, em seu papel de liderar pessoas rumo a um objetivo comum, deve, em algum momento, prestar conta para quem lhe delegou autoridade. Quem toma conta tem que prestar conta: pra cima e pra baixo.

  • Prestar conta pra cima significa apresentar e discutir os resultados junto a proprietários, acionistas, conselhos de empresas ou organizações.
  • Prestar conta pra baixo significa apresentar e discutir os resultados junto à equipe de funcionários, colaboradores, empregados, afinal eles é que fizeram o resultado. E precisam ouvir da liderança se o caminho está sendo seguido, e se os objetivos estão sendo alcançados.

A seguir relaciono algumas formas de um gestor prestar conta do que faz.

 Prestando conta pra cima

  • Acima de tudo, monitorar o desempenho de equipe e dão granizarão sob sua responsabilidade.
  • Elaborar relatórios de resultados, evidenciando o que se fez e o que se está por fazer.
  • Apresentar os resultados para conselhos, sócios ou acionistas, afinal, eles colocaram o gestor ora tomar conta do negócio, e precisam acompanhar o resultado da organização.
  • Discutir as razões do mau desempenho, apontando razões para corrigir falhas.
  • Discutir as razões do bom desempenho, identificando razões para manter o que está funcionando, bem como para melhorar o desempenho, onde desejado ou necessário.

Prestando conta pra baixo

  • Relatar o resultado para a equipe que produziu tal resultado, a fim de reconhecer a parcela de contribuição de cada membro da equipe.
  • Relatar o resultado para a equipe que produziu tal resultado, a fim de estimular a todos, para que o bom desempenho seja mantido e repetido.
  • Discutir, com quem executa, as razões que levaram ao mau desempenho, para, juntos, encontrarem soluções para corrigir o que não anda/andou bem

 

Pode parecer óbvio, mas muitos gestores passam mais que 30 dias para, em algum momento, reunir a equipe para contar como andam os negócios, ou mesmo para informar novidades organizacionais que circula entre gestores, às quais a equipe não costuma ter acesso.

Afinal, “quem engorda o boi é o olho do dono”.

3 comentários sobre “Quem toma conta tem que prestar conta!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s