Falando de gestão: médicos gostam de que?

De que médicos gostam

O que atrai um médico para “recomendar” um hospital a seu cliente-paciente? Até que ponto a indicação de um médico afeta a escolha do paciente pelo hospital onde fazer sua cirurgia ou internação?  O que atrai um paciente para determinado hospital?

A fim de responder a estas questões foi iniciada a pesquisa que resultou na dissertação de mestrado a ser defendida hoje no Mestrado em Administração da Universidade Potiguar pelo mestrando Rodrigo D Ávila Vieira.

Motivado pela curiosidade científico-empresarial sobre o que hospitais fazem, do ponto de vista estratégico e operacional, para atrair o médico para utilizarem suas instalações e serviços, o mestrando empreendeu um estudo sobre os fatores que interferem na relação médico-paciente-hospital, de modo a motivar o paciente na decisão sobre  ”que hospital vou escolher”?

Em sua pesquisa, circunscrita ao ambiente de hospitais privados, realizada no município de João Pessoa, PB, foram consultados 383 pacientes e 186 médicos.

Os principais resultados a que chegou apontaram:

O que influencia a escolha do hospital pelo paciente:

  • 72% dos pacientes afirmaram seguir a indicação do médico na escolha do hospital;
  • dentre 44 fatores listados, os mais valorizados pelos pacientes, em relação ao hospital foram: higiene do ambiente, estrutura física apropriada, controle de infecção hospitalar, ética do hospital, excelência no atendimento assistencial e administrativo;
  • dentre 44 fatores listados, os menos valorizados pelos pacientes, em relação ao hospital foram: disponibilidade de conta parcial, controle de custos hospitalares, relação comercial com o paciente ou responsável, divulgação de missão, visão e valores do hospital, e redução do tempo de internação hospitalar.

O que influencia a recomendação do hospital por parte do médico:

  • dentre 37 fatores listados, os mais valorizados pelos médicos, em relação ao hospital foram: agilidade no repasse de honorários; variedade de serviços de apoio e diagnóstico, apoio ou redução de riscos jurídicos ao corpo clínico, estrutura física apropriada, e interatividade do hospital com o corpo clínico;
  • dentre 37 fatores listados, os menos valorizados pelos médicos, em relação ao hospital foram: excelência no atendimento ao cliente-paciente, diversidade de planos de saúde, responsabilidade social do hospital, segurança técnica, atendimento ao paciente pós alta, e sustentabilidade do hospital;

A pesquisa não teve intenção de cobrir todo o universo hospitalar, nem a classe médica completa, bem como pacientes de modo geral. O ambiente em que a pesquisa foi realizada ateve-se a usuários de hospitais privados, no município de João Pessoa, PB. Portanto, não podem ser feitas generalizações.

Brevemente o trabalho completo estará disponível no site do Mestrado da UnP, oportunidade em que divulgaremos neste Blog.

3 comentários sobre “Falando de gestão: médicos gostam de que?

  1. Será que poderíamos inferir que os médicos ao escolherem o hospital para realizar seus procedimentos cirúrgicos, não consideram o bem estar do paciente, privilegiando seus interesses…o que nos leva a ficar “cismados” e “cabreiros” diante de uma indicação do médico…afinal o que é bom para ele, poderá não ser bom para nós, pacientes-clientes!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s